Postado em

Aldo quer resolver problemas comuns com região metropolitana

O deputado estadual Aldo Demarchi quer resolver problemas que são comuns às cidades que compõem a futura região metropolitana de Piracicaba. Esta iniciativa tem pautado suas conversas com prefeitos, vereadores, empresários, governadores e entre seus pares na Assembleia Legislativa há pelo menos duas décadas. Antes mesmo da criação da Aglomeração Urbana de Piracicaba, consolidada em junho de 2012, o parlamentar já identificava que as dificuldades são comuns e em escalas semelhantes, tanto nas metrópoles como nas pequenas e médias cidades. Para Demarchi, um dos desafios a serem vencidos é a destinação do lixo doméstico. A maioria dos municípios não tem local de destino adequado ou paga caro para transportar até aterros, muitas vezes distantes de onde se faz a coleta. “Uma das soluções pode ser a implantação de usina regional que possa atender adequadamente a todos”, disse.

Desenvolver políticas integradas é uma forma de pensar cuidadosamente sobre diversos temas que afetam as cidades. Verificar suas razões e como se pode resolver, tem sido objeto de estudo do deputado. Ele acredita que de forma isolada o poder público não conseguirá atender à crescente demanda. “Hoje em dia, um vereador ou prefeito sai de sua cidade e vai a Brasília ou São Paulo com uma pastinha na mão achando que pode solucionar tudo. Muitas vezes gasta tempo e dinheiro e não consegue”, disse Demarchi. Cada vez mais o parlamentar acredita que existem questões técnicas, logísticas, ambientais, entre outras, que fazem com que excelentes projetos não saiam do papel. Por que é necessário integrar? O deputado acredita que o administrador moderno tem de desenvolver melhores ações hoje em dia, pelo próprio nível de cobrança da sociedade. “Estamos nos comunicando mais e em rede, assim, cresce o grau de exigência. Desta forma não podemos mais fingir que as coisas estão acontecendo, quando na verdade não estão”.
O Projeto de Lei Complementar que cria a Região Metropolitana de Piracicaba, elaborado em conjunto com o deputado Roberto Morais, vai promover o planejamento regional para o desenvolvimento socioeconômico e a melhoria da qualidade de vida; a cooperação entre diferentes níveis de governo para melhor aproveitamento dos recursos; a utilização racional do território, dos recursos naturais e culturais e a proteção do meio ambiente; a integração do planejamento e da execução das funções públicas de interesse comum aos entes públicos atuantes na região. “Estou convencido de que este é o caminho”, disse Demarchi.
A Região Metropolitana de Piracicaba será composta pelos municípios: Águas de São Pedro, Analândia, Araras, Capivari, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Corumbataí, Elias Fausto, Ipeúna, Iracemápolis, Leme, Limeira, Mombuca, Piracicaba, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra e São Pedro